segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Tenho dito, que vida boa e atrevida,
me lançou um pé na bunda
e um beijo logo em seguida.
Em um momento era guerra,
logo foi amor...
quem se perde ja se encontra,
onde tudo começou.
Achava que a mudança fosse certa.
O renovo, novo broto.
Achava tanta coisa, só achava,
com quase ou nenhum encanto.
Tudo certo, que recuperação!
Nem só o tempo faz milagres...
tambem a boa decisão.
Encarar de frente todo o atrevimento,
retribuir com uma arrebitada
e aquela piscada indecente.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Despedida

Hoje quero me despedir da vida
Que sabe ser tão cruel
com aqueles que não conseguem
desempenhar determinado papel

Quero encerrar o sofrimento
de sentir em um mundo
Que empurra pro fundo
Em superficialidade e fingimento

Quero me livrar do peso
de muito sentir
E do despreso que levo
por não conseguir mentir

Quisera ainda ter esperança
Para olhar uma criança
E poder sorrir.

Quisera ser outra pessoa
diferente e normal
Para agora não desistir em um tchau.

(M.R. A.)