domingo, 20 de fevereiro de 2011

Avistando o fracasso



     Posso dizer com total certeza que eu avistei o fracasso, pensei estar recuperada... Estava tão segura disso, tão confiante... Estava mesmo era completamente enganada. Ao mesmo tempo fiz descobertas que me destruíram por dentro, sem dó nem piedade, foi pior do que levar um tombo ou um tapa. A própria ferida me enganou, dizia estar cicatrizada, mas não estava, tinha apenas alguns pontos e foram rancadas com tanta brutalidade, que eu posso afirmar que meu coração foi junto. Não o possuo mais.








     E de repente o que levei tanto tempo para esquecer, volta tudo à tona de novo. Descubro que não esqueci e não me conformei com a perda... a perda de algo que nunca tive, mas que torcia muito e sonhava todos os dias. Simplesmente um olhar, um sorriso, uma mostra de carinho... eu já viveria mais feliz. Como é possível gostar de alguém que nunca chegou muito perto? Mas que quando você viu, algo te falou "É ELE"... você escutou, mas ele não...









     Minha vontade era sumir... mas de que adianta? Já fiz isso e de nada vale, ele simplesmente não sente a minha falta. Anos se passaram, mas nada me tira a imagem de quando o vi pela primeira vez, não é normal, devo ter problemas ou devo gostar de sofrer, por que só lembro do rosto doce dele? Por que não lembro das palavras amargas que foram ditas para mim? Que seriam, sem dúvidas, motivos de sobra para nunca mais ter saudade do que eu desenhava em minha mente, devo me odiar por isso?. Tentar gostar de outras pessoas apenas retarda a volta dele aos meus pensamentos e na pulsação do meu coração ao vê-lo... mas mesmo não o vendo com os meus olhos, o meu coração tem milhares de fotografias, e faz questão de me torturar com elas a cada dia que passa.


Juro que tentei arrancá-lo do meu coração, mas fracassei. E o jeito é tentar mais uma vez..




.(Mariana Reis)

3 comentários:

  1. Menina que belas palavras*o*
    Nossa me identifiquei muito com seu blog !
    este é o meu
    http://sao-coisas-de-garotas.blogspot.com/
    bjoos. de sua NOVA seguidora ;]

    ResponderExcluir
  2. Eii, que texto lindo, de tempo ao tempo e no final tudo se encaixa, tudo se resolve!!
    eu adorei seu blog e também estou te seguindo.
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Olá Mari,
    qie post triste, mas
    essa tristeza é conhecida
    por muitos não é mesmo?!
    Há quem diga que o uníco amor
    eterno que existe é o não correspondido,
    mas é tudo questão de opnião, um
    dia encontramos alguém que será
    especial em nossa vida e as dores
    e fracassos ficarm no passado
    e bem esquecidos... nehum amor
    dura pra vida toda, é preciso
    se permitir, se renovar sempre!

    Beijos querida*
    Tenha uma semana
    Abençoada!

    ResponderExcluir

Demonstre-me seus sentimentos com palavras, ficarei lisongeada em lê-los.