terça-feira, 29 de novembro de 2011

Inovação

      Meu amor, a quanto tempo não o sinto mais... distanciaste tanto de mim, sumiste me apagaste de tua memória? O que devo pensar? Aliás você pensa como me sinto, se tenho esperanças, ao menos deveria ter?
      Por que não temos manuais explicativos de como agir em cada situação? Seria tudo tão mais fácil... lágrimas seriam poupadas, vazios seriam preenchidos com alegrias ou aceitações... caso contrário ao menos saberíamos o que está acontecendo...
      Que esse ano... ou melhor, esse mês de Novembro que se finda, leve com ele a auto-enganação, a nossa esperança no incerto e ilusório. Que venham coisas novas. Que nosso coração esteja aberto a receber coisas boas!

(Mari R. A.)


2 comentários:

  1. Nada melhor que aproveitar a mudança de ano para fazer também uma faxina na alma. Sua postagem é linda, como sempre.

    ResponderExcluir
  2. Eu também queria um manual. Eita coração burro. Quero que dezembro venha bem colorido e cheio de estrelas, mas que sejam cadentes para que realize nossos desejos. beijinhos.

    ResponderExcluir

Demonstre-me seus sentimentos com palavras, ficarei lisongeada em lê-los.