domingo, 29 de janeiro de 2012

Murmúrios interiores

- Fui lá e esfreguei a verdade em sua cara.
- Que verdade? - Meu lado bom rebateu.
Não soube responder...
- Na realidade não existem verdades, são tantas... Descobri que a nossa crença é a nossa verdade, e cada um tem e acredita na sua. Assim tudo passa a ser real. - Argumentou ela com o rosto puro de leveza profunda.
- O que podemos fazer então?
- Respeitar e se permitir conhecer novas verdades...


(M. R. A.)

Um comentário:

  1. Verdade! Quem sou eu para dizer o que é verdade? Cada uma tem a sua e nada nos impede de provar da verdade alheia. Muito bom. Bjs

    ResponderExcluir

Demonstre-me seus sentimentos com palavras, ficarei lisongeada em lê-los.