sábado, 1 de setembro de 2012

Amor distante

Se eu fosse um passarinho
Queria voar no espaço
E pousar devagarinho
Nas voltinhas do seus braços
Queria sentir seu carinho
Para aliviar a dor que passo
Queria te dar um beijinho
E depois um forte abraço
Depois que você partiu
Minha vida é sofrer
Me escreve sem demora
Que estou louca pra saber
O lugar que você mora
Também quero lhe escrever
Marcando para qualquer hora
Um encontro com você
Você partiu me deixando
Na mais negra ansiedade
Sofrendo tanta amargura
E chorando de saudade
Meu coração não resiste
Pra dizer mesmo a verdade
Pra mim já não existe
A tal felicidade
É um ditado muito certo
Quem ama nunca esquece
Que tem seu amor distante
Chora, suspira e padece
Coração sofre bastante
Saudade no peito cresce...

( Chitãozinho e Xororó)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Demonstre-me seus sentimentos com palavras, ficarei lisongeada em lê-los.