quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Adormecida...


     Era muito mais do que coincidência, um mistério divino que o céu a incumbiu de desvendar, um presente deslumbrante dado das mãos de um anjo, ele simplesmente era o anjo.
     Foi nesse tempo que a garota adormeceu, adormeceu para o amor, estava invisível, ninguém a admirava, nem ela própria. O príncipe levou o seu brilho, o seu coração. Ela foi tomada por uma maldição, um feitiço, tão linda e ninguém a queria por perto, os jovens da época a ignoravam, passavam perto e não a cumprimentavam, não sentiam vontade de tocar a sua pele macia e acariciar os lábios aveludados.
     Uma princesa, não de posses, mas de espírito. Ela se considerava uma legítima e romântica sonhadora. Vivera a vida toda trancafiada, confinada a vontades alheias, o seu andar era restrito e vigiado a todo o momento, seu corpo esbelto era coberto por panos grossos e quentes, seu cabelo como a de Rapunzel cresceria tanto que os jogariam para o céu e estes a conduziria ao paraíso, porém quando acordou, o resto do mundo dormia, já não adiantava as roupas modernas, os lábios com uma leve cobertura cor amêndoa, ninguém observava, as pessoas pareciam ter repulsa de estar perto... Outra maldição?
      O que seria? A triste princesa ainda não sabia...

(M.R.A.)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Demonstre-me seus sentimentos com palavras, ficarei lisongeada em lê-los.