sábado, 12 de janeiro de 2013

A mente e o coração: Uma eterna complicação

 

      As questões do coração são complicadas, ou o pensamento, por ser tão abstrato, distorce os fatos?
     Não gosto de começar com uma pergunta. Mas se não a uso no início, do meio ou fim não escapa. Sou assim, cheia de dúvidas e preciso desvendá-las. Por mais que seja desagradável aos meus olhos a tal falta de facilidade, é irresistível. Talvez haja muita contradição, mas se assim não fosse, por que estaria achando tudo tão complicado? 
      A facilidade não me atrai, nem o comum. O igual não me prende a atenção.
     Quem sabe se o conformismo fizesse parte dos meus dias, a submissão ou simplesmente a vontade de ser normal com as mesmas vontades que a maioria, talvez não seria tão complicado... Mas quer saber? Seria tedioso ser eu, aliás, não haveria um "eu", realmente só de pensar odiaria a minha vida como uma cópia comestível de oxigênios alheios na qual engoliria feito um remédio amargo, não por vontade própria, pois não teria sido preparado para mim, na medida certa com ingredientes diferentes ou até mesmo exóticos. Não seria a minha fórmula.
      Por isso, agora, não há nada visível que possa ser chamado de meu. Escolho coisas a longo prazo, fugindo do meu e dos outros contextos... Porém não há o que me faça parar, nada que consiga mudar a minha ideia, a não ser eu mesma, nada me fará regredir, nego-me a ir, ou é para a frente ou não tiro os meus pés desse lugar, está decidido. Apesar disso há duas exceções, ocultas e sigilosas, com algo em comum. Ambas guardadas em lugares seguros em meios as complicações, não os sei diferenciar e nem até que ponto estão relacionados entre si, estariam contra mim? Não sei. Também me faltam conhecimentos sobre seus nível de complexidade, só sei que nunca se entregam como os causadores das nossas dores... Todavia convivem juntos e compartilham da minha situação, então eles que se resolvam até decidirem quem assumirá a culpa...

(M. R. A.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Demonstre-me seus sentimentos com palavras, ficarei lisongeada em lê-los.