domingo, 21 de abril de 2013



Na cama, à noite, enquanto penso em meus muitos pecados e em meus defeitos exagerados, fico tão confusa pela quantidade de coisas que tenho que considerar se rio ou choro, dependendo do meu humor. Depois durmo com a sensação estranha de que quero ser diferente do que sou, ou de que sou diferente do que quero ser, ou talvez de me comportar diferente do que sou o do que quero ser. 


(O Diário de Anne Frank)


Um comentário:

  1. Amei o post, acho que tdas nos passamos por isso frequentemente!!

    bjsss

    ResponderExcluir

Demonstre-me seus sentimentos com palavras, ficarei lisongeada em lê-los.