quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Sigamos!

Solidão pesando nas costas, 
A arrastava pelo chão. 
Alguns amigos sussurrando distante, 
Simplesmente sorria por educação.

De longe a viam alegre, 
a procura da razão.
Não tinha tempo, 
Nada. Nada além de preocupação.

Avistou a distorção,
O cortisol em alta ficou.
Esperança e decepção.
A boa nova logo soou.

Uma bela brisa
"Algo de bom está chegando, 
O motivo para os seus dias.
Está ali te esperando!"

Sorriso ou alegria?
Tão difícil escolher
Equilíbrio, sabedoria.
Ela busca também ter.

A busca nunca cessa,
Se ainda está pesado, tome ar!
Bom, para que ter pressa?
Sigamos... devagar!


(M.R.A.)





4 comentários:

  1. Bom dia.. uma poesia bem sonora.. falando de algo que as vezes um pouco é bom sentir para estarmos com nós mesmos.. mas quando é pesada demais trava nossa vida..
    sigamos sim.. pq o fluxo da vida é para frente e este não cessa nunca.. não podemos estagnar esta corrente de energia.. bjs de bom dia

    ResponderExcluir
  2. Se a solidão está pesando, quão bem vinda é essa brisa que nos sussurra que algo bom está chegando e o motivo de nossos dias está bem ali, nos esperando! Belo poema. Singelo e encantador. Talvez, a mais singela mas mais essencial verdade da vida é que seguimos, e que, se às vezes tem que ser devagar, pelo peso ou pelo temor, ainda assim, não podemos parar.
    Tens um quê. Que eu não sei. De pedacinhos de ti. Em teus poemas. E isso é o máximo do máximo.
    Beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Tu fazes falta! Espero que estejas bem! Beijossssssss

    ResponderExcluir

Demonstre-me seus sentimentos com palavras, ficarei lisongeada em lê-los.